Protege o papel, melhora a confiabilidade da rede.

 

O principal fator que possui o maior impacto na vida útil de um transformador é o papel isolante. O fluido FR3 protege comprovadamente o papel isolante por um tempo 5 a 8 vezes maior do que o óleo mineral. Isso prolonga o tempo de vida útil, reduz o custo total de propriedade e melhora a confiabilidade da rede.

O papel produz água como subproduto do envelhecimento térmico que age como um catalisador para uma degradação contínua. O envelhecimento térmico não pode ser evitado, mas certamente pode ser desacelerado. Como fazer isso com um fluido dielétrico?

A resposta está na química inigualável do fluido FR3. Como o óleo mineral é hidrofóbico, a maior parte da água fica no papel. No entanto, o fluido Envirotemp™ FR3™ é comparativamente hidrofílico, então a água é absorvido pelo fluido ou não fica no papel isolante. Quando está em temperatura ambiente, o fluido FR3 possui 10 vezes o nível de saturação de água em relação ao óleo mineral (o fluido FR3 pode dissolver mais de 1.000 mg/kg de água antes de ficar saturada em comparação com os 60 mg/kg para o óleo mineral a 20°C.)

Diversos estudos publicados sobre verificação elétrica e envelhecimento de celulose e do fluido FR3 forneceram observações surpreendentes em comparação com os mesmos estudos sobre o óleo mineral (veja o gráfico de comparação de envelhecimento). Observou-se que a celulose dura de cinco a oito vezes mais no fluido FR3 do que no óleo mineral baseado em petróleo, fato que foi confirmado por vários estudos.

 

A capacidade para temperaturas mais altas com o fluido FR3 protege mais ainda o sistema de isolamento

Uma pesquisa confirmou que o isolamento da celulose está mais protegido contra a degradação térmica no fluido FR3 porque o fluido possui uma margem de 20 graus a mais de capacidade térmica do que o óleo mineral.

O isolamento de celulose termicamente melhor no fluido FR3 possui uma capacidade de ponto quente de 130° em comparação com os 110° para a mesma celulose no óleo mineral. Quando o papel isolante envelhece dentro de um transformador, as moléculas de água são liberadas do isolamento o que acelera a degradação da celulose. No entanto, com o fluido FR3, ocorre uma reação de hidrólise pela qual uma molécula de água é convertida em ácidos graxos livres, de cadeia longa e não reativo absorvendo, dessa forma, a molécula de água para dentro da estrutura de carbonila do éster natural. Esses ácidos graxos não impactam o desempenho do fluido ou do transformador. Além disso, eles não são corrosivos quando comparados com os ácidos gerados com o óleo mineral.

Com um transformador com o fluido FR3, o volume de água (ppm) permitido antes da saturação e das contagens do ácido será maior. Isso não é uma coisa ruim, é algo normal para o fluido FR3 em comparação ao transformador de óleo mineral. Como é capaz de absorver a quantidade extra de água produzida como parte do processo de envelhecimento térmico e por possuir um ponto de saturação de água mais alto, o fluido FR3 protege o papel isolante (que essencialmente “seca sozinho”), estendendo assim o tempo de vida útil do transformador e ajudando a melhorar a confiabilidade da rede. O fluido FR3 pode prolongar a vida útil do isolamento de transformadores novos ou o tempo de vida útil do isolamento residual em um transformador aperfeiçoado.

Entre em contato com a nossa equipe de fluidos dielétricos para ajudar você a incorporar soluções com uma boa relação custo-benefício e para melhor o desempenho da sua rede.

Recursos